Farmácia tem vitrine?

Foto: © WavebreakMediaMicro
Tem gente que acha que farmácia não tem, mas a vitrine é a porta da atratividade de qualquer loja. Mesmo quando nada colocamos junto aos vidros, precisamos entender que tudo o que pode ser visto de fora para dentro é uma vitrine.

Quando uma loja nos parece agradável de fora, ela nos convida a conhecê-la.

Podemos dizer que, quatro metros antes de chegarmos à frente de uma loja, estamos distraídos ou procurando por algum sinal que nos dê uma dica do que vem à frente. Ao chegarmos exatamente na frente da vitrine, nosso olhar vai “escanear” em segundos as dicas de comunicação da porta, vitrine e interior visível da loja. Nesses 2 ou 5 segundos, reduziremos o passo se algo interessar, ou abaixaremos o olhar para continuar andando até a próxima vitrine. A vitrine é responsável por parar o olhar e arriscar uma entrada.

Como compor uma vitrine para que ela se torne atrativa?

  • Não encha a vitrine (como fazem as lojas de surf) nem a deixe vazia parecendo que não tem estoque. Uma vitrine simples vende. A vitrine assertiva e criativa pode triplicar as vendas de uma vitrine comum.
  • A Iluminação da vitrine também influencia no visual da loja. Iluminação de menos afasta o consumidor. Iluminação desbalanceada não leva o olhar para onde queremos e pode distrair a consumidora do ponto focal ou promocional. Uma iluminação bem direcionada e suficiente cria um palco de atratividade. Um bom vitrinista consegue criar esses efeitos fantásticos de chamar a curiosidade para os produtos.
  • O ideal é mudar os produtos/elementos da vitrine de uma farmácia de 15 em 15 dias.

Quais são as principais dicas para obter uma vitrine “perfeita”?

A vitrine perfeita é aquela na qual o tema chama de longe o olhar distraído, cativa de perto com os produtos à venda, ajuda na decisão de entrar pela informação do preço e fica gravada na mente do consumidor que, por algum motivo, não entrou hoje, mas voltará para comprar amanhã.

Quais os principais erros que as farmácias fazem em suas vitrines?

Achar que paredes de vidro não são vitrines é o principal deles. Muitas lojas têm esquinas inteiras de vidro e não aproveitam essa visibilidade para vender. E, pior: mostram caixas de entrega, sacos encostados, vassouras abandonadas e montes de sacos de fralda de qualquer jeito. Qualquer coisa que os passantes enxerguem pelos vidros vai ficar gravado em suas mentes como parte da imagem daquela loja. 

Algumas lojas que desistiram de usar um ou outro espaço acabam cobrindo com adesivos gigantes a parte feia que não querem mostrar, o que é uma decisão acertada. Muitos fornecedores têm adesivos muito bonitos para decorar as farmácias.

Dicas para uma boa vitrine:
  • Verifique todos os dias se não tem nada caído ou sujo na vitrine.
  • Vire todos os produtos para quem os olha.
  • Se tiver prateleiras de vidro na vitrine que também sejam prateleiras internas da loja, deixe o ultimo produto virado para a vitrine e os outros virados para dentro.
  • Coloque os produtos maiores, mais coloridos e chamativos na vitrine.
  • Peça gigantografias (embalagens 10 vezes maior que o original vazias) para fornecedores e as coloque onde puder.
  • Não se esqueça que balcões de vidro e displays também são vitrines internas.
  • Escolha uma de suas funcionárias de bom gosto para ficar responsável pela vitrine.
  • Treine seus funcionários em Merchandising e Vitrinismo para vender mais.

Texto: ABC Farma

Comentários

Receba as novidades por e-mail: